Como prospectar clientes

para a minha franquia utilizando apenas o e-mail?
15/07/2019
Como prospectar clientes para a minha franquia utilizando apenas o e-mail?

No mundo digital existem inúmeras formas de promover o seu negócio.

Mas, para conquistar de vez, o cliente é preciso garantir que você esteja se comunicando com ele da maneira certa.

Embora existam muitos canais de comunicação, é mais importante investir em qualidade do que quantidade — ou seja, utilizar os canais escolhidos da melhor maneira possível, garantindo que o seu contato com o cliente seja eficiente e que você consiga ótimos resultados.

No post, vamos mostrar como prospectar clientes usando uma das melhores ferramentas disponíveis para você: o copywriting para e-mail marketing.

Acompanhe!

 

O que é copywriting?

O copywriting é um tipo de texto estratégico muito utilizado em marketing para fechar vendas.

É persuasivo e tem o objetivo de fisgar o leitor e encantá-lo, para que ele não só se interesse pelo conteúdo como também queira saber mais sobre sua marca ou e-commerce.

Esse tipo de texto é criado para mostrar ao visitante que ele tem uma necessidade e que precisa ser satisfeita.

No caso do e-mail, desde o campo de assunto o visitante é completamente seduzido e se sente motivado a fechar a venda ou a saber mais sobre o seu produto ou serviço.

 

Como prospectar clientes por e-mail usando o copywriting?

Antes de elaborar qualquer estratégia de conteúdo, é preciso conhecer bem o seu público e o que mais o interessa.

Uma dica é criar a sua buyer persona, isso é, uma espécie de personagem que representa o seu público-alvo.

Procure pensar em seus clientes e consumidores potenciais como se fossem uma pessoa.

Como ele é? Em que trabalha?

É casado, solteiro? Tem filhos? Quantos anos tem? O que faz no tempo livre? Quais conteúdos costuma consumir?

Descreva todos os elementos que podem compor a persona e, em seguida, segmente o seu conteúdo.

Como consumidor, você já deve ter percebido que nem sempre a compra de um produto é a primeira coisa que vem à cabeça quando você sente que há uma necessidade que precisa ser satisfeita.

Com a maior parte das pessoas também é assim.

É por isso que, quando falamos em vendas na área de marketing digital, precisamos falar antes de funil de vendas.

Entenda melhor sobre isso a seguir!

O que é o funil de vendas?

O funil de vendas é uma maneira de conduzir o cliente para que ele chegue ao objetivo final de toda a nossa estratégia, que é fechar a venda.

Porém, para que ele chegue até lá, é preciso que você entenda em qual etapa desse funil o cliente está.

Veja só!

Etapa 1: aprendizado e descoberta

Nesta etapa, é possível que o cliente não conheça bem a sua marca e não tenha necessidade de algum produto ou serviço, sequer intenção de compra.

É preciso gerar interesse no consumidor desde o assunto do e-mail. Portanto, não negligencie essa parte do texto!

Uma empresa que atua com marketing digital diria algo como: "Será que você sabe tudo sobre marketing digital?" ou mesmo "O segredo para criar os mais cativantes assuntos de e-mail".

Etapa 2: reconhecimento do problema

Uma vez que o cliente gostou do seu conteúdo e passou a acompanhá-lo, é hora de mostrar para ele que tem um problema — por exemplo, ele precisa saber mais sobre marketing de conteúdo.

Neste momento, ele vai começar a pesquisar mais sobre o assunto.

É por isso que você deve abordá-lo antes mesmo que ele saia por aí, buscando informações.

Em vez de somente dar dicas que fazem parte do conteúdo que você domina, é hora de oferecer um “algo mais”.

No caso de conteúdo sobre marketing digital, você pode começar levando-o a se aprofundar no assunto.

Por exemplo, você pode enviar um e-mail com assunto: "Como garantir que a minha estratégia de marketing digital está dando resultado?".

Ao final do texto, pode indicar que ele acesse um e-book ou mesmo uma landing page que o leve a compreender mais sobre tópico de que o e-mail trata.

Para acessar o material, o seu cliente potencial vai ter de se cadastrar e deixar informações como o telefone e o e-mail pessoal.

Você vai guardar esses dados para entrar em contato no momento apropriado.

Etapa 3: consideração da solução

Se o cliente tem um problema, que tal oferecer a solução?

Uma vez que ele já está ciente de que precisa resolver um problema, é hora de causar aquele senso de urgência para encontrar a solução.

Em um e-mail, você pode apresentar os riscos de não solucionar o problema.

Por exemplo: "Entenda os perigos em não investir em marketing digital".

Ao longo do texto, mostre ao leitor a relevância do conteúdo.

Um bom exemplo é: "Quer atrair de vez o cliente para o seu e-commerce? Então, você precisa usar as ferramentas de marketing a seu favor.". No final do texto, indique algum tipo de ação para que o cliente resolva sua dificuldade.

Você pode sugerir a ele para entrar em contato com a sua empresa ou conhecer a sua loja virtual.

Etapa 4: decisão da compra

Este é o seu momento.

Se o cliente chegou até aqui, ele já é mais do que um cliente potencial: ele já é praticamente seu! Nesta etapa, é hora de mostrar os diferenciais do seu produto.

Por exemplo: "Em nossa empresa, contamos com os melhores profissionais de marketing digital do mercado" ou "Criamos uma estratégia diferenciada a partir das necessidades do seu negócio!".

Mas não pense que o trabalho acabou. Após a conclusão da venda, ainda será preciso manter o cliente interessado.

Ou seja, use o e-mail também para suas ações de pós-vendas.

 

Como usar e abusar dos CTAs de maneira eficaz?

Os CTAs, os famosos call to action, são, como o próprio nome indica, um chamado para a ação. Ou seja: trata-se de uma indicação para que o visitante saiba o que fazer em seguida e avance no funil de vendas.

Por exemplo, se o seu visitante está na primeira fase, ainda conhecendo o conteúdo, e mal sabe que tem uma necessidade a ser satisfeita, não vale a pena convidá-lo a conhecer a sua loja virtual ou entrar em contato.

Já o visitante que percebeu a necessidade pode ser motivado a conhecer mais sobre o produto.

Por exemplo:

"Você tem uma loja virtual, mas está em dúvidas sobre suas estratégias de marketing digital? Entre em contato conosco!"

Ou mesmo:

"Quer continuar acompanhando nossos posts? Siga a nossa empresa nas redes sociais!"

Caso queira que ele continue acompanhando seus textos sem necessariamente assumir-se como um e-commerce, é possível sugerir outro post, por exemplo:

"Viu só como prospectar clientes usando o e-mail? Mas como garantir que ele avance no funil de vendas? Confira as nossas dicas de como usar o CTAs para gerar resultados em seu e-commerce!”

Como você pode ver, o e-mail é uma ótima ferramenta para conseguir resultados e gerar vendas.

 

Envie um cold mail e faça com que as pessoas te respondam

Existem algumas regras que você pode seguir para que as pessoas que não te conhecem ou não conhecem ao seu negócio te respondam e você tenha sucesso em conquistar novos clientes.

Regra nº 1: Verifique se você está enviando e-mail para a pessoa certa

Se você não sabe o nome da pessoa para quem está enviando o e-mail, não fez um bom dever de casa e não sabe as informações suficientes para começar uma boa abordagem.

Faça a sua pesquisa primeiro e envie o e-mail de maneira direta, sem passar muito dos limites.

 

Regra nº 2: Escreva um bom título de e-mail

Já te explicamos logo acima como criar CTAs incríveis com a ajuda do copywriting. Invista nisso, mesmo que leve um tempo muito grande no começo. 

33% das pessoas abrem um e-mail com base no assunto. Algo bem significativo não é mesmo? 

 

Regra nº 3: Um e-mail não é um livro digital

Eu não sei vocês, mas o nosso tempo é algo curto e quase não temos para parar e ficar lendo longos e-mails. 

Se você quer chamar a atenção de possíveis clientes precisa mantê-lo curto, usando frases curtas e divididas em parágrafos pequenos, diretos e que são "entendíveis".

Caso você tenha enviado e-mail para possíveis clientes e não recebeu nenhuma resposta, verifique as mensagens enviadas e veja se não acabou sobrecarregando seus leitores.

 

Regra nº 4: Escreva e-mails mais pessoais

  • Quer que o seu possível cliente responda seu e-mail? Seu conteúdo não pode parecer um copia e cola, que parece que foi 100% tirada de um blog que você leu na internet. Escreva um e-mail mais pessoal, saiba como:
  • Mencione uma notícia recente e altamente relevante para o seu cliente ou para a sua empresa
  • Encontre um erro de ortografia ou um link quebrado no site do seu possível cliente e sugira alterações (isso parece estranho, mas mostra que você investiu seu precioso tempo para conhecer o cliente e mostra interesse)
  • Mostre como o seu negócio pode oferecer várias benefícios para ele, e somente ele

Essas são apenas quatro regras. Mas comece a implementar em sua rotina para enviar cold mail e aproveite cada momento de como prospectar clientes.

 

Gostou deste post?

Compartilhe nas suas redes sociais e mostre que você está sempre antenado nas estratégias de marketing digital!

Deixe o seu comentário e compartilha com a gente todas as suas dúvidas e ideias de como prospectar clientes para a sua franquia!